seo agency

Baraka – Um filme espiritual…

with Nenhum comentário

Criado por Ron Fricke e Mark Magidson, com trilha sonora de Michael Stearns, Baraka é um filme mudo incrível. Contendo imagens de 24 países, não possui trama, atores e nem mesmo um roteiro. Ao invés disso, imagens de alta qualidade em 70mm mostram algumas das melhores, e piores, partes da natureza e da condição humana. Considerado espiritual, o filme mostra lapsos de tempo fortemente utilizados para mostrar o dia-a-dia por uma nova perspectiva.

Baraka é uma antiga palavra Sufi, que pode ser traduzida como “uma benção”, “a respiração” ou “a essência da vida pela qual o processo evolucionário se desdobra”. Imagens de tirar o fôlego por todo o mundo mostram a beleza e a destruição da natureza e dos humanos. As imagens são acompanhadas por uma trilha sonora incrível, incluindo gravações de monges do mosteiro de Dip-Tse-Chok-Ling (The Monks Of The Dip-Tse-Chok-Ling Monastery).

Baraka é a evidência de um enorme projeto global impulsionado por uma paixão pessoal pelo mundo e pela arte visual. Trabalhando com um orçamento de 4 milhões de dólares, Ron Fricke e Mark Magidson, com uma equipe de três pessoas, atravessaram 24 países em 14 meses para produzir este filme maravilhoso.

Ron Fricke desenvolveu uma câmera controlada por computador para gravar as incríveis cenas com lapsos de tempo, incluindo a Park Avenue em Nova York e o tráfego na hora do rush nas plataformas lotadas do metrô de Tokyo.

Algumas pessoas consideram a falta de contexto em Baraka ocasionalmente frustrantes, não se sabe onde uma cena foi gravada, ou qual o sentido delas.

Entretanto, a versão em DVD mostra cenas do “making of” em que o cineasta Ron Fricke explica que o efeito era intencional. “O importante não é a onde você está, é o quê está lá”.

Texto Original, mais informações e imagens
(Tradução nossa, editado por Mariamma Fonseca)

Algumas imagens do filme…





Deixe uma resposta