seo agency

Tempo de poesia

with Nenhum comentário

Poesia de Maio

É maio.
De chuva fina e incertezas das horas.
É maio de chuva a cada hora
Decerto as horas são espaços das almas vagarosas.
São invenções dos incautos e da necessidade de justificativas.

O mar é azul em maio, com a calma que nos faz parar.
O azul de maio tem brilho intenso e nos confunde.

É maio.
De noite fina e chuva que não para.
É maio de todos a cada chuva
Deserto das ruas fugidias de gente
São intenções dos crentes e da necessidade de ter Deus mais perto.

Maio é incerto.

Deixe uma resposta