Escola da Vida

with Nenhum comentário

Dança, luta e fé na vida

No final de semana passado, o Viola de Bolso foi convidado pela Associação de Capoeira Ginga Eunápolis para uma reunião de preparação de um Encontro de Capoeiristas da região. A conversa avançou e a intenção do Mestre Eudóchio era envolver possíveis apoiadores, nosso caso, por estar ali.
Na verdade, o que nos chamou a atenção foi o número de jovens artistas da capoeira envolvidos no projeto da associação. ali estava presente uns oitenta jovens da comunidade do bairro Pequi. Ouvimos diversos relatos sobre a participação no projeto e a falta de apoios efetivos. Aliás, os depoimentos falavam de experiencias de preconceito e discriminação contra eles e elas.
Do lado, em outra sala grande pudemos visitar um grupo de dança de Hip Hop – pouco mais de 60 jovens – que aprendiam os passos da dança, enquanto uns tantos outros assistiam curiosos.
Jovens mobilizados e envolvidos no projeto. Experiencia livre, sem apoio e de forma espontânea.
Experiências que precisam ser explicitadas em fóruns como as Conferências de Cultura e valorizadas pelos governos locais e incentivadas pelos pais e comunidades.
Pudemos notar também, que em frente ao local de ensaio dos jovens, uma Igreja católica celebrava missa, sem animo e poucos fiéis.
Os líderes da igreja bem que poderiam se tocar e aprender exemplos de vida, fé e cidadania com aqueles jovens.
Todos nós podemos aprender.

Deixe uma resposta