Festival Internacional dos Quadrinhos em BH

with Nenhum comentário

O 6° Festival Internacional de Quadrinhos é o mais esperado pelos visitantes

O 6° Festival Internacional de Quadrinhos que acontece no Palácio das Artes até o dia 12/10 em Belo Horizonte, começou desde a manhã de ontem (06/10), com oficinas de tirinhas e desenho, além de um almoço especial no Restaurante Popular do centro com comidas inspiradas na França. A abertura oficial foi a tarde, com atraso de quase uma hora, e contou com a presença dos organizadores e dos patrocinadores.

O Diretor Geral do FIQ, Afonso Andrade, falou na abertura sobre o crescimento do FIQ e sobre as homenagens que serão feitas aos brasileiros Renato Canini (que por anos desenhou a revista do Zé Carioca), a ilustradora Ciça Fittipaldi e William Salvador. Na opinião do diretor geral “além de oferecer o contato do artista com o público, o FIQ proporciona um conhecimento vasto a quem tem interesse e acrescenta informações aos que já conhecem quadrinhos”.

Um dos destaques de hoje para o FIQ, é o bate-papo de 1240 alunos das escolas de Ensino Fundamental com Maurício de Souza e a sessão de autógrafos com o criador da mônica às 17h.

Nomes essenciais da ilustração mundial participam do evento, como o norte-americano Craig Thompson, o australiano Ben Templesmith, o argentino Liniers, os brasileiros Maurício de Sousa, Joe Bennett, Rafael Grampá, Fábio Moon e Gabriel Bá, o chinês Zhang Bin [Benjamin], além de outros artistas vindos de países como Alemanha, Grécia, Itália, Espanha e vários estados do Brasil. Da França, país homenageado, vêm os artistas Cizo, Fréderic Felder, Olivier Tallec e Guy Delisle.

Palestras, mostras de quadrinhos, bate-papos, oficinas e mostra de cinema também compõem a programação, que contempla ainda os Centros Culturais da Fundação Municipal de Cultura. O evento integra o Ano da França no Brasil e também homenageia o desenhista Renato Canini e a ilustradora Ciça Fittipaldi.

O que é o FIQ?

O FIQ é um evento que reúne todo ano os maiores e melhores quadrinistas do Brasil e do Mundo. O Festival que acontece à 6 anos em Belo Horizonte, traz mostras, oficinas, exposições, bate-papo e tudo que há de novo nesse ramo. Este ano ele acontece no centro da cidade e integra o Ano da França no Brasil.

O FIQ e o Viola de Bolso

O Viola de Bolso está presente no evento para ver de perto como essa expressão artística cresce a cada ano e se firma como uma linguagem autônoma. Os quadrinhos são além de “divertidos” um grande meio para reflexão e crítica. As imagens estão presentes em nossa vida, e os quadrinhos não ficam de fora. O Viola de Bolso conta com uma Gibiteca que está aberta todas as sexta-feiras de manhã e a tarde para que as crianças de Eunápolis possam conferir o que tem de melhor na 9° arte.

Mais informações: http://www.fiqbh.com.br/

Deixe uma resposta