Inventar novas palavras

with Nenhum comentário

Após realização do seu planejamento, o Viola de Bolso Arte e Memória Cultural, lança o desafio:
Escrever poesia no éter
Revolver os segredos da terra
Planar em pleno abismo
Descobrir nas calçadas novas estórias
Escutar longamente os idosos
Pegar carona no sorriso da infância
Receber bem mais os amigos
E cuidar do cantinho nosso do planeta.
Inventar novas palavras e tornar as antigas mais belas, disse o poeta.

Deixe uma resposta