Cotidiano

with Nenhum comentário

No primeiro dia ela levanta cedo
e esmerila sua esperança na escola.
No segundo dia ela lava louças
como quem lava a escadaria da igreja.
No terceiro dia ela organiza a casa
Em sociedades mistas que as coisas exigem.
Os outros dias, ela passa sonhando viajar.
E descobre que nunca saiu daquela vila onde sempre morou.
A vila rodeada pela grande metrópole do seu coração.

Deixe uma resposta