HORA DO PLANETA POR MINUTO

with Nenhum comentário


SABER É POUCO –
Leminski escreveu: “haja hoje/para tanto ontem.”
E como diz o dito popular, sempre estamos correndo atrás do prejuízo. Por isso inventamos o dia da água, o dia do meio ambiente, a hora do planeta, e por aí vai. O passado nos condena ou não aprendemos com ele e não lidamos com o desafio do presente.
O preço do progresso quem paga são os pobres e o lucro quem ganha são os poucos ricos.
Precisamos de muito “hoje” – da ação do presente-, para tanto “ontem.”
Parece que ninguém quer saber que tudo nasce, cresce e morre.
A hora do planeta é agora.
A divulgação tá boa, mas não basta só saber. É preciso se despir da ganância e mudar de vida, ter a consciência de que é preciso um novo modelo de sociedade, seja aqui, seja aí onde você se encontra.
Veja o que poeta diz:
“Saber é pouco
Como é que a água do mar
Entra dentro do coco?”
(Leminski)

Deixe uma resposta