Descolonização e bem viver

with Nenhum comentário

AFICHE-FINAL1_zps0e4afac0

 

Vamos ao 1º Congresso Latino-americano Cultura Viva Comunitária

De 17 a 21 de maio deste ano, a Plataforma Ponte Cultura Viva promoverá na capital da Bolívia, La Paz, o I Congresso Latino-americano Cultura Viva Comunitária, que traz como tema “Cultura, descolonização e bem viver”. Devem participar do evento organizações comunitárias que exercem expressões artísticas e culturais de base, dos 21 países da América Latina.
De acordo o site da Plataforma, o objetivo é propiciar o intercâmbio e a articulação entre experiências e redes da Cultura Viva Comunitária latino-americana e fortalecer iniciativas legislativas e de políticas públicas relacionadas ao sustento e reconhecimentos das experiências culturais comunitárias.

O evento também pretende dar maior visibilidade para o desenvolvimento das atividades realizadas por experiências culturais comunitárias de toda a América Latina, em suas diversas expressões e dimensões sociais, educativas, econômicas e estéticas. A expectativa é que o Congresso avance nas formas de organizações sociais e valorizem o conceito de “Bem Viver” como eixo de articulação pública, comunitária e estatal.

Em uma programação prévia, se preveem atividades como Feira Pública de Experiências, seminários e oficinas que devem debater sobre “Arte para a transformação social”, “Comunicação” e “Políticas Públicas”, Acampamento Juvenil da Cultura Viva Comunitária e Marcha pela Diversidade Cultural. Além disso, também deve se realizar uma campanha continental pela Cultura Viva Comunitária, com foco em experiências e ações públicas.

Através do processo de Educação e Comunicação Popular, a Plataforma promoverá a realização de Caravanas que por meio de ônibus e caminhonetes levarão a arte de rua para fazer intervenções em praças e outros espaços públicos.

Plataforma Cultura Viva Comunitária

A Plataforma Ponte Cultura Viva Comunitária é uma proposta de diálogos entre o poder público e a sociedade civil sobre políticas de arte e cultura, arte e transformação social, arte como meio de educação, saúde e comunicação, entre outros, caracterizando-se como um espaço para pensar e contribuir com política pública de cultura viva comunitária.

De acordo com informações do site Cultura Viva Comunitária, na América Latina existem cerca de 120 mil experiências e organizações sociais de base que promovem este tipo de expressão cultural. São experiências que nascem da resistência e buscam superar as exclusões sociais através da cultura comunitária. Os coletivos são os mais variados: arte de rua, grupos de hip-hop, produção audiovisual, centros culturais, bibliotecas populares, resgate de práticas ancestrais, entre outros.

Para mais informações, acesse: http://culturavivacomunitaria.org/cv/

Fonte: Adital

Deixe uma resposta