Musicalidade invade o Viola

with Nenhum comentário

pabloeMarina

A última sexta-feira (19/07) no Espaço Cultural do Viola de Bolso foi de muita musicalidade. Um público pequeno e muito atento pôde ouvir a sensibilidade e harmonia na voz de Marina Baigorria e no violão de Pablo Dichiera, compondo cada canção, respiração, luz e poesia no Espaço Cultural do Viola de Bolso. Um roteiro musical bem feito, os dois apresentaram canções do universo musical argentino, passando pelo Tango, a Milonga, e outros ritmos das diferentes províncias daquele país.

Pablo e Marina são de Buenos Aires, professores de música e se apresentam em vários países da América Latina. Estão no Brasil  há oito dias, especificamente em Eunápolis a partir de um intercâmbio cultural que o Viola de Bolso mantém com Hermanos argentinos, quando aqui duas vezes aportou Nicollas e Sebastian, da Companhia Titeres del Zonda, teatro de fantoches.

A proposta do intercambio cultural é compartilhar realidades dos dois países, sobretudo as vivencias culturais de cada grupo ou pessoa com quem compartilhamos as experiências de lutas pelos direitos de cidadania cultural, em defesa da cultura viva comunitária e de projetos autônomos do bem viver. Não somente uma economia de solidariedade, mas também música poesia, literatura, cinema e artes visuais compõem o universo das expressões artístico culturais que desejamos que se propague cada vez mais entre a América Latina e os seus povos.

Por isso ouvir a musicalidade de Marina e Pablo é parte desse processo.

Ainda que uma cidade como Eunápolis não tenha um público que se interesse esteja mais presente em atividades culturais, mesmo assim é possível confluir pessoas e gostos musicais mais livres e abertas ao novo, sobretudo as artes que não estão na grande mídia nem compactua com sistemas mercadológicos do entretenimento e da banalidade.

Quem assistiu ao concerto musical de Marina e Pablo se encantou.

Veja um vídeo aqui e fotos aqui.

Deixe uma resposta