Nota de Esclarecimento

with Nenhum comentário

Nota de Esclarecimento

O Viola de Bolso Arte e memória cultural, com sede na praça dr. Gusmão 38, diante da reportagem do Radar64 sobre o projeto “Academia da saúde” na praça dr. Gusmão, vem esclarecer alguns pontos:

  1. O Viola de Bolso não é contra a construção do projeto “Academia da saúde”, como afirma a reportagem do Radar64  de 31/07, mas questiona a forma como a obra foi instalada, sem consulta prévia, sem audiência pública com os moradores, sem divulgação, como orienta os marcos legais para projetos dessa natureza. Vale lembrar que o projeto “academia da saúde” é de abrangência federal instituído pela portaria do ministério da saúde nº 719/2011, do dia 07 de abril. E a revitalização da praça é uma iniciativa muito boa do governo Neto Guerrieri. Somos totalmente a favor dos dois projetos. A referida portaria orienta em seu Artigo 5º que deverá ser constituído um GT de apoio formado pelo poder público, pela sociedade civil local e por técnicos responsáveis.
  2. Ocorre que obra teve início e nenhum morador obteve as informações sobre o que era aquela movimentação na praça, até que foi instalada uma placa com as informações básicas do projeto. Há que se levar em consideração que é um prédio em meio a uma praça que até então os moradores desconheciam, mas esperavam um projeto de revitalização  e melhoria do local, haja vista a vocação da praça ser de espaço de encontro das famílias, confluência dos transeuntes aos bairros do entorno, espaço de encontro da juventude, além de ter importantes comércios e área de atuação cultural do Viola de Bolso. A única informação que se tinha era na voz dos trabalhadores da obra, a dizer que “quatro árvores seriam cortadas.”
  3. O Radar64 esteve na praça dr. Gusmão no dia 31/07 tirando fotografias e em nenhum momento esteve na sede do Viola de Bolso ou procurou um dos ativistas culturais para tratar do assunto, bem como em nenhum momento o Viola de Bolso “questionou ou enviou nota ao Radar64”  sobre o projeto.
  4. Desde a semana passada é que o Viola de Bolso buscou o diálogo com setores da administração municipal para tomar conhecimento do projeto e foi muito bem atendido pelos secretários de Meio ambiente Mauro Borges, representantes da Secretaria de Infraestrutura  e da Secretaria de Saúde para esclarecer as interfaces do projeto. E dentre os assuntos tratados em reunião dia 26/07, ficou acertado que nenhuma árvore seria derrubada, bem como algumas mudanças seria possível no projeto original.
  5. Uma planta baixa do projeto foi disponibilizada e encontra-se exposto na sede do viola, para que todos possam conhecer a base do projeto, enquanto uma nova reunião acontecesse, com um maior número de pessoas.
  6. Reconhecemos o desempenho da gestão Neto Guerrieri em projetos dessa envergadura, na busca de melhorias da qualidade de vida dos cidadãos eunapolitanos e da infraestrutura da cidade. Reconhecemos também o papel da imprensa e a sua importância em divulgar a notícia para o bem coletivo.
  7. Por fim, o Viola de Bolso vem reiterar que no contexto atual, o diálogo entre a sociedade civil e o poder público é  fundamental, para a construção de uma cidade cada vez mais saudável, bonita e acessível a todos.

Eunápolis, 1º de agosto de 2013.

Atenciosamente,

Viola de Bolso Arte e Memória Cultural.

Deixe uma resposta