No Ponto

with Nenhum comentário

 Cultura sempre viva

P1000235

Saímos de 2014 com a Lei Cultura Viva aprovada no Congresso nacional e sancionada pela presidenta Dilma; No estado da Bahia conseguimos a aprovação do Plano estadual de Cultura, que vai nortear as ações no período de dez anos; No plano municipal conseguimos a muito custo, a aprovação da Lei que cria o Sistema municipal de cultura(SMC).

 

2014 foi um ano muito peculiar e disperso no Brasil. A Copa, as eleições e os seus rescaldos fizeram com que muitas coisas ganhassem sub-dimensão, perdesse força e sentido.

Do ponto de vista do movimento cultural houve uma estagnação ou perplexidade, diante do avanço das políticas culturais a partir da mão do estado. O movimento dos Pontos de cultura por exemplo ficou à reboque das ações desenvolvidas pelo Minc e ainda hoje não consegue pautar com autonomia as suas ações estratégicas, nem qualificar com mais densidade sua atuação política diante dos desafios que o contexto exige, dando lugar a pautas pontuais como os projetos, prestações de contas e financiamentos de eventos mobilizadores. Mais que isso, somente uma discussão virtual sobre o legado desse importante programa que virou política de estado e tem sido exemplos para outros países em nosso continente.

Talvez 2015 possa ser o ano da reflexão e da ação política, visto que avançamos com a Lei Cultura Viva, ainda que esta careça de muitas regulamentações para fazer fluir as suas intenções.

Enquanto isso, no contexto municipal, vamos intensificar as nossas ações para garantir direitos de cidadania cultural e tornar a cultura mais viva, como ela é.

P1000228

Deixe uma resposta