Semana da Terra tem Viola de Bolso

with Nenhum comentário
Viola de Bolso na praça
Viola de Bolso na praça

Reverenciar a terra e cantar a sua poseia

O Tema da Semana da Terra que será realizada entre os dias 25 a 27 de setembro/15 em Eunápolis, no território da invasão(oficialmente chamado de território costa do descobrimento), é bem carregado. Promovida há décadas pela Associação dos Advogados de Trablhadores Rurais-AATR, a Semana da Terra nasceu da homenagem ao lutador, advogado e poeta Eugênio Lira, assassinado em setembro de 1977, pelo latifúndio. Os assassinos tem nomes, mas aqui citamos apenas a engenhosa e cruel máquina de matar trabalhadores e suas famílias, matar a terra e todo o seu ambiente.

Este ano a programação conta com a discussão sobre o agronegócio e as lutas contra-hegemônicas que nós os trabalhadores fazemos, para derrotar o capital, a produção venenosa e a sua falta de futuro.

como diz a AATR:

“Neste ano, a Semana da Terra terá como objetivo promover reflexão, em conjunto com comunidades, movimentos sociais e organizações parceiras envolvidas, sobre a hegemonia do agronegócio como modelo de desenvolvimento para o campo brasileiro e como ela se reflete nos aspectos jurídicos, socioeconômicos, políticos, ambientais e territoriais, buscando identificar e traçar estratégias de contraponto que sinalizem os anúncios que se configuram como alternativa de superação do atual modelo de exploração da terra e do meio ambiente pelo capital/agronegócio. Assim, considerando os desafios que estão colocados, buscaremos contribuir para a construção do posicionamento institucional da AATR sobre o tema e também fortalecer as articulações já existentes entre os parceiros, avançando na luta pela Reforma Agrária, reconhecimento, demarcação e titulação dos territórios dos povos e comunidades tradicionais e fortalecimento de alternativas ao modelo do agronegócio.”

E no meio da reflexão tem vez a cultura. O Viola de Bolso pretende, além de cantar umas cantigas, umas modas de viola, quer levar a reflexão sobre a força criativa e de resistência dos campesinos ao longo dos tempos, para enfrentar a violência contra as culturas e as formas de opressão que se instalou no campo, forçando a fuga e a morte de famílias inteiras.

Veja a Programação:

PROGRAMAÇÃO SEMANA DA TERRA 2015
1º DIA (25/09/15)
10h – Geopolítica do agronegócio e capitalismo dependente no contexto brasileiro.
Kelli Mafort (CLOC – Via Campesina e MST)
Guilherme Costa Delgado (ABRA)
Janaína Tude Sevá (CPDA-UFRRJ)
11: 30 – Debate
13h – Almoço
15h – Agronegócio, avanço das fronteiras agrícolas e soberania territorial em risco.
Mirna Oliveira e Joice Bonfim (AATR)
Lea Lameirinhas Malina (USP)
Juenildo Oliveira Farias, Zuza (MLT)
17h – Debate
18:30 – Encerramento do dia
2º DIA (26/09/15)
09h – Meio Ambiente Sitiado: Interfaces entre apropriação e uso predatório da natureza e agrotóxicos.
Tatiana Emília Dias Gomes (AATR/CPT)
Cleber Folgado (MPA)
Ivonete Gonçalves (Cepedes)
MAB
11h – Debate
12:30 – Almoço
14hGTs/Oficinas. Contra Hegemonia popular e campesina. Alternativas ao modelo do agronegócio

  • Soberania Alimentar e Agroecologia

Leomárcio Silva (MPA), Joelson Ferreira (MST/Teia dos Povos), Cacique Nailton Muniz e Maria Muniz, Mayá (Pataxó Hãhãhãe Território.Indígena Caramuru Catarina Paraguassu/Teia dos Povos)

  • Assessoria Jurídica Popular e Estratégias de enfrentamento

Carlos Eduardo Lemos Chaves (AATR)
Cláudio Silva (RENAP/CE)

  • Modos de vida e Territórios Tradicionais

Coletivo de Fecho de Pasto do Oeste da Bahia (outras presenças a confirmar)

  • Estratégias sustentáveis de Produção e Comercialização

Rose Lemos (MLT)
(outras presenças a confirmar)
18h – Encerramento do Dia
20h – Noite cultural: Viola de Bolso, com o show “Encantados”
3º DIA (27/09/15)
09h – Apresentação dos Grupos e Síntese Final

Deixe uma resposta