Equipamentos culturais em Eunápolis – Projeto do Viola quer mudar essa realidade

with Nenhum comentário
roda

São iniciativas próprias que insistem em existir mesmo sem apoios

Os chamados equipamentos culturais são os locais físico e estruturalmente construídos para movimentar a cena cultural dos lugares, seja numa cidade, em um bairro, em uma região, etc.

Os espaços culturais tem uma função fundamental que é fazer a interação entre a as diversas manifestações culturais e o público, por isso eles podem ter caráter comunitário, em que não só apresentações culturais ocorrem ali, mas todo o cotidiano cultural, como encontros comunitários, rodas de conversas, sessões de filmes alternativos, assembleias temáticas, festas e celebrações; O equipamento cultural pode ser privado, como os cinemas que atuam no circuito comercial, mas que reúne os interessados na “sétima arte.”; um espaço cultural também pode pertencer a uma associação, uma fundação cultural ou um grupo de vizinhos, de jovens, de artistas.

Bibliotecas, Centros de Cultura mantidos por governos, museus e salas de artes são equipamentos culturais importantes nas cidades.

Em Eunápolis existem poucos espaços culturais. Pudemos constatar que em sua maioria foram criados longe de qualquer apoio governamental e, se tivesse que depender do poder público, deixaria de existir. Mesmo a Biblioteca municipal Fernando Alban, um importante equipamento cultural da cidade, encontra-se esquecida, sem suporte técnico, com o seu acervo defasado e ligeiramente encostado. Até o local onde a biblioteca está instalada, é inseguro e vez ou outra, sofre a ameaça de roubo.

Ou seja, os espaços culturais existentes, vivem por conta da persistência e teimosia de seus idealizadores.

Veja como eles funcionam e onde estão localizados:

01 Cinema {Cine Hobby}: empresa privada, está localizado no Centro da cidade, com sessões todos os dias à noite e eventualmente, matinés. Já oferece filmes em lançamento do circuito da indústria do cinema.

01 Cineclube{Cineclube Viola}: O Cineclube Viola funciona dentro do espaço cultural do Viola de Bolso, no bairro dr. Gusmão, quinzenalmente ou com sessões solicitadas por escolas públicas.

Espaço de Cultura Comunitária, com Oficinas de dança e de música, localizado no bairro Pequi. Aberto todos os dias, das 9h às 17h.

localizado na rua Belmonte

Espaço Cultural do Viola de Bolso: Localizado na praça dr. Gusmão, o Viola funciona há mais de 09 anos, atuando com a formação artística e cidadania cultural. Etá aberto de segunda a sexta das 8h às 17h30 e finais de semana para shows ou outros eventos.

Espaço de cultura da Creusa: O espaço está aberto todos os dias, com aulas de violão, reforço escolar e capoeira. Localizado no bairro Alto da Boa Vista e tem caráter comunitário.

Biblioteca municipal Fernando Alban. Mantida pela administração municipal, a Biblioteca Fernando Alban funciona precariamente{das 09 às 16h}, em local inadequado, apesar de atender a alguns interessados e necessitados por pesquisa que somente lá pode encontrar. Localizada na confluência entre os bairros do Pequi, do motor e Dinah Borges, a biblioteca carece de mudanças.

Biblioteca Comunitária do Moisés Reis: Uma boa Biblioteca Comunitária. Localizada no bairro Moisés Reis, funciona todos os dias das 9h às 16h. AO espaço é mantido pela Comunidade Familiar Cristã{MFC}, da igreja católica.

lado do col. estad. Baden Power

Gibiteca Ângelo Agostinni: Mais um espaço localizado no interior do Espaço Cultural do Viola de Bolso, mas atualmente funciona com muitas interrupções, pela falta de uma pessoa que fique disponível no local. Nas Rodas de Leitura do espaço de cultura do Viola, a meninada utiliza dos livros, gibis e revistas de histórias infantis, às segundas e quartas feiras. Eventualmente, por conta de uma pesquisa, os alunos das escolas tem acesso a todo o acervo do local.

CEU das Artes: Um grande Centro Cultural que ainda não funciona, mas que está com 80% de sua obra pronta e foi abandonado na fase final. Localizado entre os bairros Itapuã e Parque da Renovação.

area aberta do CEU das Artes

Além desses equipamentos culturais, existem outros lugares com caráter mais privativo ou de formação técnica profissionalizante, a exemplo de:

* Casa da Artes: atua na formação artística, oferecendo formação artística com bons professores e preços regulares. A Casa das Artes funciona diariamente, das 9h às 20h e está localizada na Praça da lagoa, no bairro Jardins de Eunápolis.

Estúdios de gravação de música: Existem vários estúdios que estimulam os músicos ou bandas a gravares seus trabalhos, atendendo a uma demanda bem local.

* CEMED: Um centro de formação musical profissionalizante que atende principalmente a um público evangélico que demanda capacitação e boa técnica de voz. Localiza-se na Aveida Presidente Kennedy, no lado sul do centro da cidade.

Existem alguma iniciativas que sugerem uma possibilidade de criação de outros espaços de cultura. Porém ainda é incipiente afirmar e tem ligação forte com apelo religioso ou assistencialista, em que as artes servem mais como instrumento de doutrinação, alienação e propaganda de medidas compensatórias de empresas, do que importância com o fazer cultural ou até mesmo artístico. Mas isso agora não vem ao caso.

Estas informações são parte da base de reflexão que substancia a proposta do Viola de Bolso, de um projeto cultural para a cidade. “A Cultura tem futuro” está se transformando em uma CAMPANHA CULTURAL PARA A CIDADE, cuja adesão vai ganhando força. É proposta em construção.

Fontes para consulta: Arquivo do Viola de Bolso.

Deixe uma resposta