Pereira da Viola e a música tatuagem

with Nenhum comentário
Pereira da Viola em show no Encontro das Folias

Lúdico telúrico e ancestral

Assim foi o show de Pereira da Viola na noite de sábado, 09 de junho, em momento pleno do Encontro das Folias de Reis, que ocorreu em frente ao espaço cultural do Viola de Bolso.

Após um dia intenso de boas palavras dos mestres e das mestras, de belas cantorias e muita oração, Pereira foi a voz que confluiu e sintonizou o movimento presente. Mais que isso, conectou o presente ao passado ancestral das Folias de Reis.

O momento mágico de sua apresentação foi a sinergia com as crianças presentes no show. Estes se posicionaram em frente ao palco e estimulou o cantador a evoluir em sua canções, para brincadeiras, jogo de trava língua, Ciranda e jogo de fazer amizades novas.

A Viola de 10 cordas virtuosamente executada, energiza e eleva a voz de Pereira da Viola.

Privilegiados fomos todos nós, que entramos na brincadeira dos meninos, cantamos com Pereira e nos alegramos na noite amena de junho.

Lúdico, telúrico e ancestral é quase a mesma coisa. A terra que brinca com a gente, que sinaliza onde está nossa liga, os troncos dos mais velhos, os antepassados. Seus cantos, rituais e rezas.

O que mais ouvimos no encontro foram os griôs, as mestras mais velhas relembrarem do seu tempo de meninos, das brincadeiras de passarinhos e de inventar o vento. Das rodas de histórias e das cantigas de roda.

Agora é Pereira da Viola quem fala. E a sua voz ecoa em todos nós, enquanto “no faz de conta”, dedilhamos a Viola de 10 cordas, como se soubéssemos tocar aquela beleza!

Deixe uma resposta