Ação Griô: faça parte dessa rede!

with Nenhum comentário
vivência Griô

Ação Griô na Bahia conecta territórios, comunidades e esperança

Através do projeto de formação de Agentes de Cultura na Pedagogia Griô, a Rede Ação Griô na Bahia se esparramou em sentimentos e encantamento pelos quatro cantos da Bahia, conectando territórios de identidade, animando grupos culturais em diversas comunidades e fortalecendo esperanças, alegrias e lutas.

O Projeto coordenado pela Associação Grãos de Luz e Griô capacitou 30 pessoas, na sua maioria jovens de diversos lugares da Bahia, reunidos no começo de julho, na Chapada Diamantina

Após intensos estudos, diálogos e cantorias na cidade de Lençóis, com imersão profunda na vivência e pedagogia Griô, um grupo de 30 pessoas voltaram para as suas comunidades e continuaram as atividades e vivências culturais, replicando, continuando a ação formativa, dialogando, fortalecendo as rodas de contação de histórias, de recomposição da memória ancestral e de transmissão dos saberes da tradição oral, referenciando os mais velhos das suas comunidades, os Griôs,os mestres dos saberes da cultural local.

A articulação e acompanhamento do projeto está funcionando assim:

Cada pessoa, ao retornar à sua comunidade, mobiliza mais dez jovens, devidamente inscritos em uma proposta de imersão e diálogo na vivência Griô, participando diretamente de uma formação e capacitação no Curso de Agente de Cultura, realizado em dias diferentes, com carga horária específica e que vai por sua vez, criar as possibilidades de mobilizar e realizar as mesmas atividades e diálogos com outros grupos e, assim sucessivamente.

Para se ter uma ideia, as trinta{30} pessoas que participaram em Lençóis-BA, estão neste momento realizando 30 Cursos de Formação de Agente de Cultura, para dez pessoas cada uma, totalizando a mobilização de 300 jovens das diversas comunidades na Bahia.

Levando em consideração dificuldades no caminho, supondo que destes 300 jovens, apenas 200 alcance as possibilidades de mobilizar uma turma e gerar novos encontros com mais dez jovens, a multiplicação vai ganhando uma dimensão bonita, de beleza e de encantamento.

E assim vamos tecendo uma rede pautada na diversidade de culturas e de práticas dialógicas, para fazer da Ação Griô um grande e intenso movimento na Bahia. Os princípios são do respeito ao outro, de diálogo e escuta, de valorização dos saberes das culturas locais, da ancestralidade dos povos e das pessoas envolvidas.

Mestres de Capoeira, rezadeiras, cantadores, bonequeiros, cordelistas, parteiras, Ialorixás, pescadores, pajés, contadoras de histórias, poetas, ribeirinhos, mestres de Folia de Reis, quilombolas, dentre outros, são parte desse aprendizado coletivo, de diálogo e imersão culturais.

Só no território da Costa do Descobrimento, a Ação Griô está envolvendo 50 jovens nos Cursos entre agosto a setembro/18, a partir da mobilização feita pelo Viola de Bolso, em Eunápolis.

Veja aqui

Ainda falta mais gente, mas vamos chegando devagar….Seja bem vindo a essa comunidade!

Leia todas as informações aqui

Deixe uma resposta