seo agency

FOLIA DE REIS: VISITA SÓ VIRTUAL

with Nenhum comentário

Chegou dezembro, estamos no Natal e vem o ano novo.

No principal marco histórico da era cristã, que é/foi o nascimento de Jesus em Belém, um dos destaques que é celebrado até os dias atuais, é a visita dos três reis magos, guiados por uma estrela.

Daquela visita cheia de regalos e reverência, nasceu o dia de Santo Reis, que no calendário ocidental é comemorado todo dia 06 de janeiro de cada ano.

A visita é a ato que conecta a fé, a memória e revigora vínculos de amizade parentesco e sanidades para uma vida melhor, no ano que se inicia cujo maior presente é a vida, sem ameaças, sem doenças, sem medo de violência, uma vida de trabalho e de amizades, de dificuldades, mas de alegrias e festejos.

A visita tornou-se o símbolo mais fundamental das Folias de Reis, espalhadas em todo o Brasil. Grupos coloridos, mestras e mestres, porta-bandeiras, gaiteiros e sambadores de Folias percorrem todo ano as regiões, na cidade e nas roças, visitando, festejando, celebrando a fé e a alegria.

Entre as décadas de 1980 a 2000, muitos grupos foram desfeitos, cuja perpetuação dependiam de fatores como o interesse dos jovens, na transmissão dos saberes, o apoio de políticas de estado à cultura popular regional e a superação de preconceitos sobre aquele fazer cultural tradicional do ciclo natalino. Enquanto isso não ocorria, os mestres e seus grupos continuaram de alguma forma resistindo, praticando a fé e a festa da forma como podiam. Hoje os grupos de Folias de Reis e de São Sebastião se encontram se articulam a fim de manter viva a chama dessa herança ancestral.

A Pandemia da Covid 19 ameaça os encontros das Folias de Reis em 2021 e a visita às casas de amigos e parentes, onde se canta e celebra o Santo Reis.

Muitos grupos de Folias de Reis na Bahia realizarão as lives, para manter viva a cultura.

Assim será com o grupo de Folias Reis de mãe Ceicinha, uma mestra de folia em Itagimirim no extremo sul da Bahia.

A alternativa será fazer a tal das laives, porque a gente não pode aglomerar e correr riscos, principalmente que a maioria tem idade avançada, confirma mãe Ceicinha, ao comentar a situação atual.

A visita será de forma virtual, mas a mensagem é a mesma: esperança e fé; festa e alegria; resistência e vontade de viver.

Assista

Deixe uma resposta